Joel Fabrício Ortiz

Publicado por em dez 23, 2017 em Blog, Notas de Falecimento | 4 comments

Joel Fabrício Ortiz

CNF de 1961 a 1965

Recebi hoje, 23 dez 2017, por dois de seus irmãos (Caio e Silvério) a triste notícia do falecimento do Joel após vários meses  de sofrimento e tentativas de superação… Joel teve três irmãos no CNF: Fabrício, Silvério e Caio.

O velório se realizará amanhã dia 24, das 11:00 h às 13:00 h no Memorial do Carmo, no Caju.
  • Afonso Brito Chermont

    Recebo consternado o falecimento de Joel Ortiz. Fui contemporâneo dele entre 58 e 64. Frequentei a casa dos Ortiz, no Rio, fui hospede deles na Tijuca onde moravam. Conheci o Dr. Ortiz, engenheiro da Petrobras, chefe de família, ligado a música, tocava violão e, vez por outra, nos dava exibição de seu enorme talento comparado, á época, ao tocar de João Gilberto. D. Moema era a esposa e mãe de todos inclusive quando eu era hospede me ficava sob sua atenta e rigorosa supervisão. Os meninos Silvério, Fabrício, Caio e Joel todos foram meus colegas no CNF. Fui muito ligado ao Silvério e Caio meus amigos bem próximos. Joel era mais novinho, chegou ao CNF um pouco depois; ganhou o apelido de Brucutu. Tinha um corpo avantajado, era forte com aspecto bem saudável, aliás como toda a família. Naqueles anos 1958 até 1964 . Havia uma menina que se tornou uma pianista de grande prestigio internacional, Cristina Ortiz. Nos encontros do CNF em Friburgo perguntava por Joel e tinha a informação que ele estava um tanto adoentado. Fiquei abatido com a noticia do falecimento de Brucutu, Joel que percebo na Nota dos irmãos vinha doente já ha algum tempo. À família
    o meu carinho. Peço a Deus pela sua alma. Afonso Chermont

  • Afonso Brito Chermont

    fonso Brito Chermont • 23 minutos atrás
    Recebo consternado o falecimento de Joel Ortiz. Fui contemporâneo dele entre 58 e 64. Frequentei a casa dos Ortiz, no Rio, fui hospede deles na Tijuca onde moravam. Conheci o Dr. Ortiz, engenheiro da Petrobras, chefe de família, ligado a música, tocava violão e, vez por outra, nos dava exibição de seu enorme talento comparado, á época, ao tocar de João Gilberto. D. Moema era a esposa e mãe de todos inclusive quando eu era hospede me ficava sob sua atenta e rigorosa supervisão. Os meninos Silvério, Fabrício, Caio e Joel todos foram meus colegas no CNF. Fui muito ligado ao Silvério e Caio meus amigos bem próximos. Joel era mais novinho, chegou ao CNF um pouco depois; ganhou o apelido de Brucutu. Tinha um corpo avantajado, era forte com aspecto bem saudável, aliás como toda a família. Naqueles anos 1958 até 1964 . Havia uma menina que se tornou uma pianista de grande prestigio internacional, Cristina Ortiz. Nos encontros do CNF em Friburgo perguntava por Joel e tinha a informação que ele estava um tanto adoentado. Fiquei abatido com a noticia do falecimento de Brucutu, Joel que percebo na Nota dos irmãos vinha doente já ha algum tempo. À família
    o meu carinho. Peço a Deus pela sua alma. Afonso Chermont

    •Responder•Compartilhar ›

  • Afonso Brito Chermpnt

    Família Ortiz — Logo que li a nota comunicando o passamento de Joel Ortiz quis registrar algumas lembranças de convivência com os Ortiz. Lembrei de algumas passagens em que eu fui participe na relação com a família. Posteriormente, ainda pensando sobre, dei conta ter esquecido, ou melhor, cometido uma omissão imperdoável: quando falei dos meninos esqueci de citar o mais novo, Léo Ortiz, que não estudou no Colégio Nova Friburgo, pelo menos quando eu estive por lá. Nos encontros do CNF em Friburgo soube que Léo estava na Paraíba onde chegou a ser regente da Orquestra Sinfônica. Léo, o mais novo, tem ido com certa rotina aos encontros de Setembro e toda violino com o nossos músicos do sexagenário Conjunto Papoula: Silvério , Mussi, Aluísio, Paulo Eurico, e outros, todos, grandes tocadores. Faço esse registro, para, mais uma vez, mostrar meu carinho à família, ao Léo, e a todos nós que decidimos entre nós todos manter uma elevada convivência que tem como base nossa saudável juventude. Afonso Chermont

  • Caio Fabricio Ortiz

    Antes de mais nada, queria agradecer as palavras generosas de nosso grande amigo Chermont, amigo de sempre e ídolo esportivo em dado momento. Companheiro de bandeira Azul, seleção de basquete do CNF e inesquecíveis jornadas no CELF da nossa querida cidade de Friburgo.
    O passamento de nosso querido irmão JOEL, deixou-nos a todos entristecidos, principalmente pelo sofrido período que antecedeu a sua morte. Mas acreditamos que o sofrimento aqui na Terra, deve prover dias melhores pós mortem, segundo a fé Cristã.
    Lembrou-nos o Afonso, de momentos vividos em nossa casa no Rio de Janeiro, com referências a nossos pais, D. Moema e Dr. Ortiz ( fundador da Petrobrás requisitado na época da fundação, ao Conselho Nacional de Petróleo, onde exercia funções importantes, no tempo em que servir ao governo, era um privilégio) . Lembrou nossos irmão Silvério, Fabrício,Léo, dando destaque merecido à nossa expoente grande pianista Internacional, Cristina Ortiz (basta levantar no Google a vida e a discografia dela).
    Enfim, como tudo na vida e no universo é relativo, relendo hoje as palavras de Chermont nos registros da Associação( fantástica iniciativa e doação de alguns de nossos ex- colegas, com destaque para o atual Presidente FERNÃO ), experimentei momentos de alegrias e tristezas.
    Nova notícia de falecimento, desta vez da BEBETE,minha colega de classe por vários anos, semi-interna de Friburgo e sobrinha do poeta Araújo Jorge, trouxe-me um misto de tristezas e alegrias. Atuante na Associação, Bebete promoveu em Outubro de 2017, um jantar por ocasião da passagem de meu primo André Chaves, ilustre médico de notório saber nos USA, companheiro por muitos anos no CNF, q teve a alegria de reunir amigos de mais de 58 anos, dentre eles, nosso querido NESTOR SCHOR. Quiz o destino que NESTOR viesse a falecer 4 meses depois, deixando mais um vão em nossas vidas. A dizer das perdas de Nestor e Bebete, somente o pensamento, por razões que desconhecemos, que foram sem sofrimento para uma vida em outra dimensão( infarto do miocárdio e AVC, ao contrário de nosso irmão JOEL, de longo período de desgaste.
    Resta a saudade de tempos de juventude, alegria e prazer de viver.


Warning: unlink(./.ips1.txt): Permission denied in D:\home\gnfcnf.org.br\wwwroot\wordpress\wp-content\themes\_Modest\footer.php on line 2